Quem quer falar de música?

No último dia do nosso Meetcom, recebemos para um bate-papo mediado pela grande Larissa Serafim da Rádio Mundo Livre, com as participações de Lucas Pilatti do Canto dos Clássicos, Thiago Benassi do Rock com Vina, Juliana Arcangelo do CWB Culture, Francisco Mateus e ainda o professor Fábio Vizeu da UP.

palestra música
Pessoal compareceu em peso para a palestra, mesmo na sexta feira! (Foto: Bruna Rafaela)

Na palestra que reuniu o maior número de convidados, o bate-papo foi muito produtivo desde o começo com as apresentações de cada um. Destaque para o Rock com Vina e o portal Canto dos Clássicos.

O Rock com Vina, idealizado por Thiago Benassi, é uma página do Facebook e um canal no youtube onde os caras colocam curiosidades, levantam pautas, vão até os bares de rock pela cidade de Curitiba e entrevistam os adeptos. A página, que é a principal via de comunicação entre o Rock com Vina e os seguidores, conta hoje com mais de 1.000 curtidas e já tem uma legião de fãs espalhados pela cidade.

rock com vina
Página do Rock com Vina, realmente curitibano! (Foto: Reprodução Facebook)

Já o Canto dos Clássicos, de Lucas Pilatti, começou como um blog sobre música e hoje já se expandiu para filmes e cultura pop em geral. Com mais de 100.000 likes na página do Facebook, o blog hoje já tem um séquito mais do que respeitável.

CDC
Portal do Canto dos Clássicos, que hoje já não fala só de música mas de cultura num geral (Foto: Reprodução do site Canto dos Clássicos)

A palestra em si tomou o rumo da indústria fonográfica e como um músico pode sobreviver da música hoje em dia, das dificuldades que as pessoas da área cultural ou da cena musical enfrentam no dia-a-dia. “A principal dificuldade hoje é de não ter lugares pras bandas novas tocarem”, disse Francisco defendendo a cena musical de Curitiba como sendo muito rica e que só não tem a mesma visibilidade do eixo Rio-São Paulo.

Juliana ainda falou da vertente de música eletrônica que, segundo ela, é uma crescente no país e no mundo. “No Brasil, agora com a crise, nós não “importamos” mais DJ’s para tocar, estamos criando nossos próprios, e isso é muito bom”.

Muito bem conduzida pela Larissa Serafim, o bate-papo entrou no mérito do conteúdo de qualidade. A reflexão sobre a qualidade da música, em vários estilos, concluiu que  existe “música boa” em vários lugares, desde o Bolero, Salsa e ritmos latinos, passando pela música eletrônica, até chegar no famoso Rock’n Roll.

Com aplausos, os convidados foram agraciados no final do evento, dando uma verdadeira aula de como aproveitar as oportunidades, fazer o que se gosta e ser criativo numa economia que cada vez precisa mais disso.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s